xx-Sobre Mim-

xx-Pesquisar Neste Blog-

 

xxJaneiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

xx-Posts Recentes-

xx Carta de um bébé abortado...

xx Como é que é possível?

xx Should i leave?

xx Porquê sofrer?

xx Alvaro de Campos - Às vez...

xx-Arquivos-

xx Janeiro 2007

xx Dezembro 2006

xx Novembro 2006

xx Outubro 2006

xx-Favoritos-

xx Aprender a crescer

blogs SAPO

xxsubscrever feeds

Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2007

Carta de um bébé abortado!

   "Olá mamã, tudo bem? Eu estou bem, graças a Deus. Fui concebido à alguns dias na tua barriguinha, mas não te posso explicar como me sinto feliz por saber que vais ser a minha mamã e por ver o amor com que tu e o papá me geraram.

   Tudo parece indicar que serei a criança mais feliz do mundo Mamã! Há um mês que vivo dentro da tua barriga e já começo a ver o meu pequenino corpinho a formar-se, quer dizer não estou tão bonito como tu, mas dá-me uma oportunidade e vais ver como serei um lindo bebé Estou tão feliz! Mas há alguma coisa que me está a preocupar...ainda não sei o que é, mas espero descobrir em breve.

  Mamã, ultimamente percebi que há algo se passa na tua cabeça que não me deixa dormir, mas tudo bem, não ficas desesperada, eu sei que isso vai passar. Mamã, já passaram dois meses e meio, estou super feliz com as minhas novas mãos e estou cheio de vontade de usá-las para brincar.

   Mamã, conta-me. O que se passa? Porque choras tanto todas as noites? Porque discutes com o papá sempre que se encontram? Porque gritam tanto? Já não me querem? Prometo que vou fazer o possível para que me queiram.

   Já passaram três meses mama, e sinto que estás sempre deprimida, não entendo o que te está a acontecer, estou muito confuso. Hoje de manhã fomos ao médico e ele marcou uma nova visita para amanhã. Mas eu sinto-me bem. Sentes-te mal mamã?

   Mamã já é dia, onde vamos? O que está a acontecer mamã? Porque choras tanto? não chores, não vai acontecer nada. Mamã não te deites, ainda são duas horas da tarde, não tenho sono, quero continuar a brincar com as minhas mãozinhas .

   O que faz este tubinho na minha casinha? É um brinquedo novo? Porque é que ele está a engolir a minha casinha? Mamã!

   Essa é a minha mãozinha...porque a arrancou? Não vê que me faz sofrer!  Ajuda-me mamã, defende-me, ainda sou muito pequenino, não me consigo defender sozinho.

   Estão a arrancar a minha perninha, manda-os parar mamã, eu prometo que me vou portar bem e que não te dou mais pontapés. Como é que me podem fazer isto? Ele vai ver quando eu for grande e forte...ai mamã já não consigo mais, ajuda-me mamã, ajuda-me...

   Mamã já passaram 17 anos desde aquele dia e eu daqui do céu consigo ver a tua dor por teres tomado aquela decisão. Mas, por favor não chores, lembra-te que te amo muito e que vou estar aqui à tua espera com muitos abraços e beijos.

   Com muito amor, do teu bebé "

 

O aborto é crime quer seja legal ou não é um assassinato . Tenhamos consciência de que estamos a colaborar com a despenalização de um crime ao dizer sim ao aborto. DIGAM NÃO AO ABORTO...nenhuma morte pode ser justificada pela inconsciência e irresponsabilidade dos pais...

  

X Sinto-me: Consciente
X Música: Elton John - Your Song
Sexta-feira, 12 de Janeiro de 2007

Como é que é possível?

   Ontem passei a tarde no Jardim Zoológico de Lisboa e como sempre saí de lá super feliz, devo confessar que me apaixono facilmente por qualquer animal. Durante o dia tive oportunidade de ver quase todos os animais e claro que não podia deixar de ver o espectáculo dos golfinho...é sempre fenomenal...

   Bom, passando realmente ao que interessa. Por coincidência hoje cedo tinha um mail na caixa de correio electrónica sobre as crueldades cometidas pelos japoneses contra os golfinhos, que me deixou seriamente revoltada, tamanha era a crueldade. Aqui está a mensagem:

   "Diariamente, eu e todos vós recebemos reencaminhamentos de e-mails. Uns com piada, outros nem tanta. Acabamos por passar alguns e apagar outros. O link que de seguida se apresenta contém, para mim, algumas das mais chocantes imagens que vi até hoje. São imagens de golfinhos, esses seres amorosos que os pais mostram aos filhos no jardim zoológico e sobre os quais já se fizerem várias séries televisivas e inclusive filmes. Se chorarem não faz mal. É sinal de que vão revoltar-se e vão reencaminhar para o máximo de pessoas possível. O Japão, auto-intitulado de paladino do desenvolvimento deveria baixar os olhos de vergonha e agir. E a comunidade internacional não será menos culpada ao permitir tal cobardia. Quanto a nós, o pior que podemos fazer é não fazer nada. Se colaborarmos na divulgação destas imagens, quem sabe, um dia, a voz colectiva dos que não aceitam este sofrimento seja ouvida.

MAS QUE BARBARIDADE!!!

Por favor passem mesmo este e mail para vergonha do povo japonês"

Com a mensagem vinha também o endereço que se segue, digo-vos desde já que é extremamente cruel, bárbaro, desumano entre muitos adjectivos que lhe atribui, todos destrutivos acreditem. Vejam por vocês próprios e divulguem a mensagem se ficarem minimamente sensibilizados com a situação.

http://www.glumbert.com/media/dolphin

X Sinto-me: Extremamente revoltada...
Sábado, 6 de Janeiro de 2007

Should i leave?

   I'm seriously thinking about going to London to learn more about the language, the culture, the people...well, everything. In fall in love for the Unitd Kingdom but i don't know if i can't stay out of Portugal for a long time, i always been dependent of my family and friends, and believe me, this is really hard for me to admit. I'm not a person who use to have a initiative spirit and i usually have no courage to do this kind of things that makes in prove the way i take care of myself and my capacity to survive in a place that i don't know and where anyone knows me...

   By the way, this trip would be perfect at the moment, everything would be easier to forget...It would be easier for me to move on and give my mind the peace she needs...but i don't even know if that's the best way out. I can't make a decision like that with my head trying to run away from problems and my heart full of irrational feelings...My head it's telling me that's the time and it's giving me the courage i need to leave everything backward and drive my life closer to the course i've designed for me, but my heart it's showing suddenly all the reasons to stay...that's a big problem for me...I would love to see my little mans and princesses growing up and launch with family all sundays but for the first time i have to do something for me, something to learn how to live depending just on me...

   While i stay thinking about it i have, at less, to practice english (that's not excellent :P).

   Stay nicely and good thoughts ; )

X Sinto-me: Confusa
X Música: Vanessa Hudgens - Drive
Terça-feira, 5 de Dezembro de 2006

Porquê sofrer?

   Diz o velho ditado que se chorarmos à noite por não poder ver o sol, as lágrimas nos impedirão de ver as estrelas, acho que esta poderia ser uma frase da minha colecção de pensamentos descontrolados. Não sou do tipo de pessoa que fica a sofrer eternamente ao mínimo acontecimento negativo, e as pessoas podem até pensar, por isso, que sou insensível , mas nem tudo o que parece é. Embora possa estar com o coração partido em 10.000 pedacinhos, instintivamente, não sei explicar porque, dou por mim a fazer qualquer coisa que me anime, a mim e a quem me rodeia.  

   Sempre fui um bocadinho individualista, e por isso prefiro geralmente ir engolindo todos os "sapos" sem deixar de sorrir e chorar depois sozinha trancada no quarto. Dou por mim a fazer esforços gigantescos para não deixar cair aquelas lágrimas que vêem sabe-se lá porquê...Talvez seja um mecanismo de defesa, não sei, mas depois de todas as estaladas que a vida me deu este tipo de reacções tornou-se quase um reflexo, que visto a minha vidita ser relativamente curta ainda vai ter muitas oportunidades de se fazer sentir...

   Só espero poder encará-lo sempre desta forma...ao menos esqueço por breves momentos todas as dores e sofrimentos.

Bons pensamentos ; ) *****

X Sinto-me: com energia a mais lol
X Música: Amanda Marshall - "Let it Rain"
Domingo, 26 de Novembro de 2006

Alvaro de Campos - Às vezes

Às vezes tenho idéias felizes, 
Idéias subitamente felizes, em idéias 
E nas palavras em que naturalmente se despegam...  
 
Depois de escrever, leio... 
Por que escrevi isto? 
Onde fui buscar isto? 
De onde me veio isto?  Isto é melhor do que eu... 
Seremos nós neste mundo apenas canetas com tinta 
Com que alguém escreve a valer o que nós aqui traçamos?...

X Sinto-me: :p louca
X Música: clã - problema de expressão
Sábado, 25 de Novembro de 2006

Listen to your heart!

Esta é uma das minhas músicas favoritas...Se quizerem ver o videoclip é só ir a http://www.youtube.com/watch?v=TdFH4XuREYA

 

DHT - Listen to your heart

I know there's something in the wake of your smile
I get a notion from the look in your eyes, yeah
You've built a love but that love falls apart
Your little piece of heaven turns too dark

Listen to your heart
When he's calling for you
Listen to your heart
There's nothing else you can do
I don't know where you're going
And I don't know why
But listen to your heart
Before you tell him goodbye

Sometimes you wonder if this fight is worthwhile
The precious moments are all lost in the tide, yeah
They're swept away and nothing is what it seems
The feeling of belonging to your dreams

Listen to your heart
When he's calling for you
Listen to your heart
There's nothing else you can do
I don't know where you're going
And I don't know why
But listen to your heart
Before you tell him goodbye

And there are voices
That want to be heard
So much to mention
But you can't find the words
The scent of magic
The beauty that's been
When love was wilder than the wind

Listen to your heart
When he's calling for you
Listen to your heart
There's nothing else you can do
I don't know where you're going
And I don't know why
But listen to your heart
Before you tell him goodbye

Listen to your heart
Mmmmmmmm

I don't know where your going
And I don't know why
Listen to you heart
Before you tell him goodbye

X Sinto-me: finalmente fim de semana :p
X Música: DHT - "Listen to your heart"
Quinta-feira, 16 de Novembro de 2006

Felicidade!

Ás vezes ficamos tão obcecados com as nossas tristezas que perdemos a noção de tudo à nossa volta. Pode ser que em alguns casos até seja melhor assim, mas na maior parte das vezes estamos apenas a ignorar o que de bom há para nós do outro lado do sofrimento. Todos os tipos de sofrimento são construtivos e por isso há sempre o lado positivo da questão.

Ignorando os sinais ignoramos também os momentos de felicidade que a vida nos pode proporcionar, e uma coisa é certa, a vida não nos abre a mesma porta duas vezes na vida...A felicidade bate na nossa porta quando a infelicidade se apoderou de nós, para nos ensinar a ter esperanças e acreditar que tudo vai melhorar, a única coisa que temos e podemos fazer é abrir a porta e deixá-la entrar...ou não. É desta escolha que depende a nossa capacidade de ser feliz.

Bom fim de semana ; )

X Sinto-me: doente...
X Música: Craig David - "Do you believe in love"
Sexta-feira, 10 de Novembro de 2006

Quem perde com as greves?

  Bom quero frisar desde já que toda a gente têm o dever de lutar pelos seus direitos, mas bem vistas as coisas quem perde com as greves são apenas os utentes...O Estado até agradece o dinheiro que poupa com os grevistas...

Nos hospitais, as consultas são canceladas...centenas de funcionários a contribuir para o aumento da poupança do Estado...os únicos prejudicados com tudo isto são de facto os utentes, por exemplo, quem vive no interior do país e tem de fazer viagens de 1 ou 2 horas para chegar ao hospital, para além de gastar dinheiro nos transportes, quer sejam eles particulares ou colectivos, vão para casa sem alcançar os objectivos a que se propuseram . Depois à que esperar pela marcação de uma nova consulta...2,3,4 meses de espera...É assim tão difícil avisar os pacientes nos dias anteriores? Para que servem os telefones?

As escolas fecham. Menos mal, é facto que as crianças do ensino primário não podem ficar sozinhas em casa, mas acaba por se arranjar uma solução, que em casos extremos é não ir trabalhar, e perder um dia de salário, para tomar conta delas. Pelo menos não ficam um dia inteiro na escola sem comer. O grande problema, pelo menos para mim, são as escolas que não fecham mas encerram os serviços básicos de "sobrevivência" dos alunos, no meu caso particular não houve grande problema, porque apesar do bar da escola estar fechado os alunos dos 10º, 11º e 12ºs anos podem sair da escola nos intervalos e tomar o pequeno almoço nos cafés mais próximos, a questão é que os restantes alunos (7º, 8º, e 9ºs anos) não o podem fazer, por isso só têm 3 hipóteses: ou pedem aos mais velhos que lhes tragam comida, ou saltam as redes longe da vista dos funcionários ou então não comem, e ponto.

Parece-me que os sindicatos estão a esforçar-se e a penalizar quem nada tem a ver com o assunto sem obter resultados, o que é sinceramente triste...Mas cada um luta com as armas que tem, se estas são as únicas armas que a Função Pública tem resta-nos esperar que alguém ouça os sindicatos e faça qualquer coisa para garantir o bem-estar dos funcionários e da população...

Bom fim de semana pessoal!!!

X Sinto-me: Cansada....k semana ;)
X Música: Marcos Hernandez- "The Way I Do"
Quinta-feira, 9 de Novembro de 2006

Palavras leva-as o vento

Soam, mudas e caladas, a lamento.
Como surdas trovoadas de um mau tempo.
E são farpa e estigma, são estocada.
São verdade ou mentira, são nada.

E são tudo. Quando nem tudo convém.
Quando a voz é o que se pensa
E o que se pensa se diz a ninguém.

São versos, são prosa, são literatura.
São textos de pouca dura.
São frases com pouca sentença.
São ideias sem presença.
São sintomáticas dores da doença
Que ataca, sem licença,
Quem as guarda, quem as ouve,
Quem as viu, quem as não soube,
Quem as não quer, quem as não tem.

Que difíceis são as palavras,
Quando encontram o momento
Em que não se podem calar.
Quando são ditas a tempo,
E o vento não as pode levar.

 

E quando não sobra mais nada para além das palavras? Pois é nem tudo o tempo levou...e ficam as feridas que as palavras abriram e a memória não deixou fechar...

X Sinto-me: descontrolada...
X Música: Skye - "Love Show"
Quarta-feira, 8 de Novembro de 2006

Tudo o que odeio em ti!

Odeio a maneira como falas

Odeio como penteias o cabelo

Odeio quando dizes que estou errada

Odeio a forma como me olhas

Odeio os teus olhos brilhantes

Odeio quando lês os meus pensamentos

Odeio-te tanto que me desanimas

Odeio-te tanto que me levas a fazer rimas

Odeio-te por teres sempre razão

Odeio quando me mentes

Odeio quando me fazes rir

Odeio-te mais ainda quando me fazes chorar

Odeio quando não estás por perto

Odeio-te por não me ligares

Mas acima de tudo odeio não te poder odiar

Nem um pouco...

Nem por um segundo...

Nem por nada...

X Sinto-me: perdida...
X Música: Nelly Furtado - "Try"

xx-Meus Links-